«

»

RUMBÊ – Educação de Asé

O Rumbê nada mais é do que o conjunto de regras de boa convivência, usadas dentro dos terreiros de candomblé, e sendo assim usa a hierarquia como base para sustentar a ordem.

1º – Iyálorixá / Babálorixá: significado das palavras Iyá do iorubá significa mãe, babá significa pai, ou seja a palavra tradução a famosa expressão Pai de santo, Mãe de Santo.
2º – Iyalaxé (mulher): Mãe do axé, a que distribui o axé e cuida dos objetos ritual.
3º – Iyaegbé / Babaegbé: É a segunda pessoa do axé. Conselheira, responsável pela manutenção da Ordem, Tradição e Hierarquia.
4º – Iyakekerê (mulher): Mãe Pequena, segunda sacerdotisa do axé ou da comunidade. Sempre pronta a ajudar e ensinar a todos iniciados.
Babakekerê (homem): Pai pequeno, segundo sacerdote do axé ou da comunidade. Sempre pronto a ajudar e ensinar a todos iniciados.
5º – Ojubonã ou Agibonã: É a mãe criadeira, supervisiona e ajuda na iniciação.
6º – Iyamorô ou Babamorô: Responsável pelo Ipadê de Exú.
7º – Alagbê: Responsável pelos toques rituais, alimentação, conservação e preservação dos instrumentos musicais sagrados. (não entram em transe). Nos ciclos de festas é obrigado a se levantar de madrugada para que faça a alvorada. Se uma autoridade de outro Axé chegar ao terreiro, o Alagbê tem de lhe prestar as devidas homenagens. No Candomblé Ketu, os atabaques são chamados de Ilú. Há também outros Ogans como Gaipé, Runsó, Gaitó, Arrow, Arrontodé, etc.
8º – Ogã ou Ogan: Tocadores de atabaques (não entram em transe).
9º – Ekede: Camareira do Orixá (não entram em transe). Na Casa Branca do Engenho Velho, as ajoiés são chamadas de ekedes. No Terreiro do Gantois, de “Iyárobá” e na Angola, é chamada de “makota de angúzo”, “ekedi” é nome de origem Jeje, que se popularizou e é conhecido em todas as casas de Candomblé do Brasil.
10º – Ebômi: Ou Egbomi: são pessoas que já cumpriram o período de sete anos da iniciação (significado: meu irmão mais velho).
11º – Elegun (também conhecido por Yawò) nesse caso a tradução ao pé da letra dessa palavra é esposa e não iniciado. a palavra iniciado ao pé da letra é elègun ou aquele que possui Orisá : filho-de-santo (que já foi iniciado e entra em transe com o Orisá dono de sua cabeça).
12º- Abiã ou abian: Novato. É considerada abiã toda pessoa que entra para a religião após ter passado pelo ritual de lavagem de contas e o bori. Poderá ser iniciada ou não, vai depender do Orixá pedir a iniciação.

 
Lembrando que existem diversos outros cargos e funções dentro do Candomblé, porém esse é o básico para um leigo compreender o significado das funções hierárquicas do Asé.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

seo services