«

»

jul
05

Comportamento

1- Não retrucar a mãe de santo.

2- Caso tenha algo para falar que não esteja concordando, discretamente peça um minuto da atenção da mãe de santo e exponha a situação civilizadamente, sem precisar que outras pessoas presenciem.

3 – Quando tiver visita no barracão (egbomis, ekedes, ogãs, zeladores), seja em dia de festa ou em dia corriqueiro, é de bom-tom que os filhos se abaixem para dirigir a palavra à mãe de santo. Detalhe:  Só interromper a conversa caso seja EXTREMAMENTE necessário. Deve-se chegar junto à ela, ficar abaixado esperando que ela pergunte o que deseja. Quando ela perguntar, comece sempre sua frase com “AGÔ”.

4 – Nunca, seja no seu barracão ou no barracão alheio, deve-se sentar na mesma altura que sua mãe de santo.  Ela já passou por vários sacrifícios para estar sentada confortavelmente ali. Você ainda está no meio do caminho.

5 – Yawo e abian não bebe nenhum líquido em copo de vidro dentro de seu barracão ou no barracão alheio. Deve-se esperar o bom e velho copinho de plástico ou então a conhecida DILONGA, BAN ou CANEQUINHA DE ÁGHATA, como você preferir chamar. Copo de vidro só quem tem direito é egbomi, ekedi, ogan e zelador.

6 – Yawo e abian não come em prato de vidro ou louça. Apenas em pratinho de plástico ou ágata. Aliás, devemos lembrar que é de boa educação cada filho trazer seu devido pratinho de ágata e sua devida canequinha para seu uso pessoal no barracão.

7- Terminou seu ajeum? Pegue seu pratinho e sua canequinha, vá para cozinha e lave.

8-  Arrume seu Ilê. Mantenha tudo organizado, cada um fazendo sua parte.

9- Resolveu visitar a mãe de santo? Que maravilha! Ela adorará sua visita, ainda mais se você vier com uma modesta colaboração para o ajeum, pois como é do conhecimento de todos, a mãe de santo não é rica e nem tem obrigação de alimentar todo mundo.

10-Ao chegar ao barracão, o procedimento correto é: a) Tomar seu banho e ir trocar de roupa; b) Dar “adobá/iká”  no axé, na porta do quarto de santo e pro pai de santo;  c) Tomar a benção à TODOS os seus irmãos.

11- Acabou de fazer todo o serviço? Bem, agora você pode pegar o seu maravilhoso APOTÍ e confortavelmente sentar-se nele. Como dissemos no item 5, cadeiras, sendo com ou sem braço, só ebomis, ekedes, ogãs ou zeladores que podem sentar. Existe uma variável do APOTI¹, que é a famosa ESTEIRA. Nela você pode se sentar, se espichar e até relaxar seus ossos. Ela é sua! Aproveite!

12- Em sua casa, quando você faz uma comemoração qualquer e é servida uma refeição,  antes os mais velhos devem se servir, pra só depois os abians e yawos se servirem. Isso é mais que uma regra, é etiqueta.

13- Você gosta que fiquem pegando suas roupas emprestadas? Pois é, a mãe de santo também não gosta. Portanto, que tal ir comprar um belíssimo tecido de lençol e fazer uma baiana de ração básica pro dia-a-dia?

14- Trate bem os clientes que vão para jogar ou se consultar, pois é deles que vem boa parte do dinheiro dali. Sorrir sempre e servir um copinho de café ou de água gelada.

15- Vai ter festa.  Mas, e o dinheiro para comprar flores, material para ajeum, etc.? Todos da comunidade de Axé devem contribuir.

16- Contribua com o Ilê na compra do Gás, na conta da água e luz. Afinal, todos fazem uso.

17- Não desperdice comida. Fazer a quantidade exata só para quem trabalhou dignamente e contribuiu com este maravilhoso ajeum é o coerente.  Se você tem alguma sugestão, leve-a antes à Mãe ou ao Pai de santo.

18- Ficou cansado depois da festa? Lembre-se da limpeza do barracão. Organize tudo com seus irmãos antes de ir embora.

19- Roda de candomblé, seja em sua casa ou na casa do alheio, não é lugar de ficar de cochicho e risinhos irônicos.  Respeito!

20- Anágua encardida, só se for depois da festa do candomblé. Antes, NUNCA! Devem ser brancas como a neve, salve anágua de ráfia ou entretela.

21- Casa de orixá é para louvar e cuidar do Orixá, não para arrumar namoro ou casório.

22- Vai ter festa na casa de amigos no meio da semana, no mesmo dia de função do barracão? Então, peça para guardarem seu lanchinho e venha cumprir suas obrigações junto a seus irmãos.

23- Se sua irmã de santo tem uma baiana mais humilde do que a sua nada de ficar criticando. Lembre-se, o mundo dá voltas e o feitiço pode virar contra o feiticeiro. Amanhã pode ser você com uma baiana de chita e ela com uma belíssima saia de rechilieu. Ajude sua irmã caso ela não tenha condição de ter uma roupa melhor.

24- Caso assista fora do seu barracão a algo diferente do que ocorre em sua casa, nada de ficar falando e chamando de marmoteiro. Você não é o dono da verdade e nem ninguém o é.  O que pode parecer errado pra você, pode não ser pro próximo.

25- Ninguém tem mais ou menos santo que ninguém. Isso é regra.  Sempre.

26-Respeito é bom e faz bem. Portanto, deve-se pensar duas vezes antes de envolver a mãe de santo e irmãos mais velhos em determinadas brincadeiras de mau-gosto. Apelidos e avacalhações são da porta do barracão pra fora.

27- Roupa de barracão é saia comprida, camisú e pano da costa. Shortinhos e top’s devem ser usados somente fora do Ilê. Roupa preta jamais nem na sua casa e nem na casa dos outros.

28- Sempre que for servir algum mais velho de santo, deve-se levar o pedido numa bandeja ou prato e abaixar-se para servir.

29- Benção foi feita para ser trocada. Sempre que você pede a benção, você está na realidade pedindo a bênção ao Orixá da pessoa, e não à ela própria. Portanto, todos devem trocar a benção, mais novos com mais velhos e vice-versa.

30- Nunca deve fumar na frente da sua mãe de Santo. Nunca fumar no barracão.

31- No barracão o yaô não deve dormir em cama.

32- Se está frio não deixe de levar seu cobertor. Em qualquer situação leve sua toalha de banho, depois de usá-la estenda. Ninguém tem obrigação de ficar recolhendo roupa de filho de santo que fica jogada pelos cantos.

33- Se você levou uma roupa emprestada que usou para lavar não esqueça de devolver.

34- Não deixem roupas que emprestaram do barracão jogadas pelo chão. Veja de onde foi tirada e recoloque no lugar assim que se trocar.

35- Vai ter festa: 15 dias antes separe sua roupa, engome o que for preciso. Deixe tudo arrumado. No barracão pode não dar tempo de arrumar, nem de engomar, então mãos a obra.

(Autor desconhecido)

1 comentário

Nenhuma menção ainda

  1. Luciano Santos Silva disse:

    KOLOFE! Se os(as) filhos(as) de santo lêem com atenção as recomendações acima, cumpri-las, seu ORIXÁ ficará orgulhoso de vc

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

seo services